Social Icons

31 de dez de 2014

Tag: 10 metas para 2015

   



     Olá meninas e meninos, hoje o post irá tratar de um assunto muito comum e bastante usado quando o final do ano chega. Sim, as prometidas metas que na maioria das vezes ficam só nas palavras e desejo. Ação que é bom, nada.
     Mas, para entrar no mundo estereotipado elaborei pela primeira vez (sim, acredite!) metas que quero alcançar até o final do ano de 2015. Enfim, vamos lá!


  1. Aprender Inglês;
  2. Ganhar 10 kg de massa muscular (estou pesando atualmente 56kg);
  3. Atualizar o Blog todos os dias;
  4. Ler 150 livros em um ano;
  5. Manter os livros sem poeira;
  6. Não sei;
  7. Não sei;
  8. Guardar um pouco do dinheiro na poupança todo mês;
  9. Não sei;
  10. Não sei;

      Confesso que não é nem um pouco fácil elaborar metas, já que prefiro metas para se fazer em um dia do que em um ano, por pura questão de controle e tempo. Mas enfim, me esforcei e acho que conseguir fazer boas metas, agora falta a parte mais díficil, torná-las concretas no ano que vem :)


Até!

29 de dez de 2014

Playlist para escutar numa segunda-feira

   


     Bom dia meus amores, nada melhor que acordar e não ter nenhuma obrigação para fazer durante o dia todo. Hoje eu fiz um playlist com músicas que me lembram segunda-feira. Sim, para mim, cada dia tem um pouco de personalidade, e o da segunda-feira é o acordar para novos dias, um amanhecer que ira anoitecer somente no final de semana, é o dia da iniciativa, de escolhas e da ação. Segunda-feira simplesmente é o dia para acordar para a realidade e fazer dela o melhor começo para a semana, principalmente essa que daqui a pouco já é ano novo!!! Eba.
     Enfim, chega de papo e vamos escutar pelo menos um pouquinho do playlist que fiz. :)
     È só clicar.



Lista de músicas que contém no playlist:

  • Adele- Right As Rain
  • Jack Johnson- In Between Dreams
  • John Mayer - Stop This Train
  • Corinne bailey Rae - Put Your Records On
  • Jamie Cullum - Its about time
  • Norah Jones- Thinking About You
Até ;)

2 de dez de 2014

Joguinhos de celular + ociosidade = tempo perdido



        Há muito tempo em sempre soube dos meus limites para se ter uma vida muito mais proveitosa e saudável. Eu sabia que podia comer chocolate, mas não todo dia. Eu sabia que  podia ver seriado, mas não toda hora. Eu sabia que deveria correr, a todo momento. Diante disso, eu me deparei na contradição desse meu estilo de vida com a que eu estava fazendo no momento.
      Tal vivência que passou a me incomodar e inclusive ficar com a consciência pesada em mim foi os dias que eu estava praticamente jogando fora o meu tempo com os joguinhos de celular, que inicialmente pareciam inofensivos mas depois descobri que são um verdadeiro buraco de vício, que você entra nesse buraco sem saber o quão profundo ele é.
      Diante do meu "despertar" do vício que estava passando no momento, percebi o quanto que joguei fora o meu tempo. Tempo esse que poderia ser usado em leituras prazerosas, ter assistido filmes que estavam na minha lista de desejo, ou simplesmente deitar na cama e pensar e refletir na minha vida.
      A ociosidade é de fato uma raridade que precisa ser muito bem usada nesse tempo contemporâneo que vivenciamos todos os dias. Tal tempo, caracterizado por ser curto demais para fazermos todas as coisas que desejamos. Queremos ver uma quantidade de livros, filmes, séries e compras, mas infelizmente não temos ociosidade o suficiente para isso, e o pior, é quando você joga fora essa ociosidade por coisas que nada acrescentam na construção do seu modo de ver a vida. Enfim, estou até agora pensando em como recuperar o tempo perdido, não sei se chegarei a conclusão, mas sei que de alguma forma, que esse meu ato de pensar numa solução impossível já é o suficiente para mostrar que minha ociosidade ainda está disponível.



11 de out de 2014

Livro, livros e livros




Livros que fazem parte da minha manhã com o café amargo
Livros que teimam em continuar do meu lado
Livros que se acham importante
Livros que gostam de ser amarelados
Livros que tenham uma beleza dialógica abundante
Enfim
Livros, livros, livros
Eis você que me faz construir o nosso mundo
Um mundo em que só eu e você sabemos o quão é importante
Talvez não seja hoje, amanhã ou depois da manhã
Mas um dia poderemos transformar esse nosso mundo em algo real
E vivencial



1 de out de 2014

Sentada na Lareira

Sentada na ladeira apenas observo

O mar de gente na procura de rumos e sentidos

Sentada na ladeira apenas desejo

Que um dia saia desse ócio  e entre nesse desgovernado mundo que tanta gente recusa a sair

Sentada na ladeira apenas temo

Que esse mundo que tanto me encanta possa um dia me aprisionar

15 de set de 2014

Permitir que a preguiça vá emborá






      A preguiça é algo que todo mundo sabe como funciona e as consequências depois que ela vai embora, mas ninguém sabe dizer não quando a solitária preguiça resolve aparecer. Sim, a preguiça é carente e egoísta, ela não quer ver você feliz nos próximos 10 minutos ou 6 horas ou até chegar o momento dela partir. Simplesmente, ela só quer te ver feliz somente quando estiver contigo, ai querido, não se engane, por isso listei 3 maneiras de permitir que a preguiça vá embora com um toque de gentileza:

  1. Antes da preguiça chegar, esteja focado em alguma atividade que você goste muito ou que irá te render num futuro não muito próximo;
  2. Se você não sabe quando a preguiça pode chegar, então esteja sempre ocupado, até o cansaço chegar para te mandar parar;
  3. Se sua vida tem poucas obrigações para fazer, para não dar lugar à preguiça, então invente as suas obrigações e vamos lá;
      E outra coisa, jamais confunda preguiça com descanso, já que a culpa chega somente quando a preguiça vai embora, diferentemente do descanso que permite uma temporária felicidade de ter terminado as obrigações.  
:)

29 de ago de 2014

Entre realidade e ilusão

      Os seres humanos têm diversas formas de vivenciarem a sua vida, de como será o seu amanhã, os sonhos que pretendem realizar, e da maneira pela qual encaram os conflitos e de como solucioná-los. A base disso tudo está simplesmente na concepção que o sujeito tem da vida e de como ele irá vivencia-la , seja vivenciando com base na realidade ou na ilusão.
      



      Vivenciar a vida com base na  ilusão é acreditar que a sua vida é perfeita, que a felicidade será suprema, eterna e constante, que as coisas más da vida e os conflitos podem muito bem serem escondidos de baixo do tapete, e assim, prosseguir a vida numa realidade muito bem mascarada.           Isso pode sem muito bem visto em casais ou famílias que tentam acreditar e ainda exibem para a sociedade que são felizes e que não há conflito algum entre eles .Ignorar os fatos e viver nos sonhos não parece ser um bom caminho que recomendo ser para o caminho da felicidade. Fingir simplesmente demonstra que a felicidade está distante para acontecer. Acredito que encarar fielmente a realidade que está diante de nós já é um bom começo para vivenciar a vida do jeito que ela é. Significa que a felicidade não é simplesmente um fingimento para mostrar ao mundo. A felicidade simplesmente acontece, ou seja, vivenciamos a felicidade e encaramos racionalmente as tristezas, raivas, angústias e os fatos, para que assim a vida seja seguida criticamente a realidade.
      Enfim, a vida para ser bem vivida só irá depender de você.

11 de jun de 2014

O que podemos aprender com o filme O Dentista?

      Todos os filmes têm os seus ensinamentos, que muitas vezes podem passar despercebidos, principalmente filmes de terror e suspense, cujo foco da pessoa que assiste é somente nos sentimentos que o filme consegue provocar nela. Dessa vez eu irei falar do filme O Dentista, traz em cena um dentista que fica completamente maluco a partir do momento em que vê a sua esposa traindo com um rapaz que é limpador de piscina. E assim, durante o filme, ele passa a torturar seus pacientes e funcionários de sua clínica, com sua excessiva preocupação com a  limpeza.



Trailer do filme




Agora as principais lições que você provavelmente pode aprender com o filme O Dentista

  • Nós nunca podemos ter a certeza que conhecemos 100% uma pessoa, logo, a confiança não deve ser absoluta;
  • A traição nunca é boa para ambos os lados;
  • O desequilíbrio emocional muda a vida de uma pessoa e as que estão envolvidas;
  • Cuide muito bem dos seus dentes caso não queira frequentar um dentista;
  • Não tente estressar o seu dentista, já que nossa boca é um lugar bem sensível; 

23 de abr de 2014

A vida e seus sacrifícios

     A vida nunca foi fácil para ninguém, desde do mais miserável ao mais rico todos enfrentam juntos a luta pela sobrevivência e prazer nessa longa jornada que vivenciamos todos os dias em nossa sociedade. No entanto, é somente mediante a valorização dos nossos esforços que  é possível conseguimos perceber o quanto somos guerreiros.
     Um filme que retrata muito bem esse espelho da realidade é o Salário do Medo de 1953, um filme francês que mostra em tempos mais remotos a dificuldade que os homens enfrentavam e ainda enfrentam atualmente, cuja história é sobre quatro homens desempregados e sedentos por algum emprego com principal intuito de sair daquele país miserável. Vivem em condições desumanas em um pequeno vilarejo da Guatemala, e aceitam uma perigosa e desafiadora missão, que é transportar uma carga altamente explosiva de nitroglicerina em caminhões sem nenhuma condição para levar, e ao longo do caminho, eles enfrentam péssimas estradas e obstáculos.

     Esse filme é apenas uma amostra do quanto a sociedade na maioria das vezes estará sempre contra nós, e isso é apenas um obstáculo a ser combatido caso queiramos ser no mínimo sujeitos felizes. 
      Caso alguém queira assistir o filme, aqui está o link com o filme completo no youtube.


5 de abr de 2014

O desperdício de comida





       Há muito tempo o ser humano sempre buscou alimentos para sobreviver, uns criam ou inventam necessidades de comer apenas alguns determinados tipos de alimentos cujo pré-requisito seja no mínimo uma perfeita qualidade, enquanto que outros apenas desejam matar a fome por uns dias, é nessa diferença que podemos perceber o nível de valor que a comida tem diante do ser humano, ou seja, o desperdício que praticamos todos os dias por pura espontânea vontade depende da consciência de cada um.
       O desperdício de comida é cada vez mais frequente a medida que deixamos de valorizar a importância que ela tem para nosso corpo, e a principal causa disso é a falta de consciência e a exuberante quantidade de comida que podemos obter em pouco tempo, tornando desnecessário valorizar algo que está sempre ao nosso alcance.
      Logo, percebo que o grande desperdício que vem ocorrendo só será exterminado quando sentimos  a falta e de não ter a certeza que o amanhã haverá comida para matar a nossa futura fome ou simplesmente intervir diretamente na educação em busca de uma maior conscientização sobre o desperdício de comida, tornado futuros adultos provavelmente conscientes da importância que a comida tem para a nossa vivência em sociedade.

29 de mar de 2014

Nada melhor do que comer




      Comer é uma ação necessária para sobrevivência de qualquer animal, e por isso ser um hábito bom e gostoso, e o ser humano consegue combinar diversos alimentos e produzem variados sabores graças a suas criatividades, tornando-os mais submissos aos prazeres da comida.
       No entanto, muitas pessoas sentem culpa em comer demais, preferindo assim, serem escravas da beleza, da aprovação dos outros e esquece que a beleza não é necessidade de sobrevivência e principalmente é totalmente passageira, ou seja, a beleza nunca estará ao seu lado para sempre. Enquanto que a comida, sempre estará nas melhores e piores horas da vida e vai sempre te satisfazer quando você mais precisar.
       Portanto, coma e seja feliz, pois os alimentos estão ai pra isso.

16 de mar de 2014

O mar




Mar
Como desejo te penetrar
Com suas águas geladas
Quero sentir
O frio
Que tanto desejo curtir
Com suas preciosas gotículas
Que refletem diariamente
Todas as lindas manhãs
Que vivencio 
E sinto
O artifício
Que alimenta
A minha ferramenta
Para te aclamar
Meu mar

10 de mar de 2014

Apenas um papel



Um papel
Nada mais útil
Que um simples papel
Seria fútil
Uma mesa sem papel

Pinto, desenho e amasso
Apenas com papel
Quero ser apenas o Picasso
Com um simples papel

Papel, papel e papel
Apenas é a impressão das minhas imaginações
Sem você, quem poderia
Passar minhas abstrações para concreções?

Papel...Graças a ti posso me encantar
Com as minhas passadas imaginações
 E por eles me aventurar



8 de mar de 2014

Livro





Todos querem me possuir
Com infinitas histórias e ribalta
Posso conseguir
Imaginação que não falta
Para o mestre rir

Vejo alegria estampado
Tristeza do outro lado
Raiva de lá
Tédio nunca dá

Desfrutado da imaginação
Sou deixado de lado
Parte o meu coração
Quando sou de lá jogado

Amassado e rasgado
Já não sou mais desejado
Triste é o fim
De um livro de Berlim

7 de mar de 2014

Qualidade de vida: entre ditadura e a liberdade

        O que é ter uma boa qualidade de vida? Será um conceito universal ou relativo? Ser feliz implica necessariamente ter uma boa qualidade de vida?
       Essas e outras perguntas me atormentavam durante uns tempos, já que todos lutam para chegar a uma boa qualidade de vida mediante orientações de  manuais de autoajuda que são os principais livros de receita que promete alcançar a tal qualidade, e assim, pessoas e pessoas têm em seu único objetivo em alcançar esse ideal e consequentemente acabam por esquecer a vida vivida no seu presente, ou seja, ser feliz. 






      A qualidade de vida considerado bom geralmente é aquele que promete ser o caminho para sua felicidade, que engloba desde de uma alimentação saudável (mesmo que você não curta o gosto desses alimentos) até práticas esportivas, assim será possível chegar ao objetivo. Se você quer saber se tem uma boa qualidade vida, é só fazer esse Teste  é simples e mostra como resultado se você realmente tem uma boa qualidade de vida. No entanto, será que a qualidade de vida é algo universal? A ponto de um simples teste demonstrar tal fato.
    As principais dicas que vejo pela internet para adquirir uma boa qualidade de vida quase sempre é sobre saúde, tais como:

  •  Busque um sono melhor, mais profundo e reparador.
  • Ao acordar antes do café da manhã tome um copo d'agua
  • Faça respirações profundas e tranquilas sempre que se perceber vivo.
  • Espreguice e boceje várias vezes por dia.
  • Após o almoço tenha mais momentos de divertimento e recreação
  • Tenha uma boa alimentação mental.

Fonte: http://www2.uol.com.br/vyaestelar/nunocobra39.htm


       Sinceramente, acho que ter uma boa qualidade de vida é muito relativo, pois o que adianta cuidar do seu corpo comendo coisas que você odeia e fazer exercícios físicos que você não sente prazer em fazer-lo. Acredito que uma boa qualidade de vida é fazer coisas que realmente façam sentido para sua vida, mesmo que o futuro que te espera não seja algo bom por causa das suas irresponsabilidades, mas pelo menos você será feliz e não terá culpa no sentido que você encontrou em vida.
      Essas e outras dicas são vista como estratégias para uma boa vida, e sinceramente,  não vejo muito sentido quando você adota essas mudanças se não gostar, pois você tem uma liberdade o suficiente para estabelecer o que deve ou não mudar para simplesmente ser feliz.
      Logo, felicidade não é sinônimo de uma boa qualidade de vida inventada por alguém que não sabe nada sobre as pessoas que irão seguir, tornando a tal universidade em doloroso e chato para alguns e legais para outros, justamento porque somos todos diferentes, e cada um de nós sabemos no fundo o que é ter uma boa qualidade de vida para ser feliz. 

5 de mar de 2014

Apenas por uma leitura descompromissada



  Todo mundo sabe a importância que a leitura tem para a vida de cada um, mas poucos conseguem realizar esse ato frequentemente, e quando o fazem é por mera necessidade em passar em alguma prova de cunho escolar, tornando o ato de ler um simples mecanismo para fazer provas e não simplesmente para levar com a vida, e consequentemente, assim que o indivíduo termina sua escolarização, ele deixa para traz as incessantes leituras que realizava dia e noite, já que agora não há mais nenhum exame.
    Desse modo, ler por simples vontade não é um hábito rotineiro e agradável entre a maioria dos brasileiros, se quiser se atualizar é só assistir televisão em canais que passam noticias, se quiser se mergulhar em alguma história, é só ver novela, enfim, há várias opções que aparentam serem melhores e mais fáceis do que ler um livro.
    Talvez a escola tenha um pouco de culpa dessa minoria de leitores que há no Brasil, já que ela apenas estimula a ler livros que podem cair na prova ou em vestibular, e que quase sempre são leituras totalmente fora do nível ou contexto do aluno, por exemplo, um aluno que acaba de entrar no ensino médio e que teve poucas experiências com literatura, e no primeiro dia de aula a professora já pede para ler O Guarani de José de Alencar, pode ter certeza que esse aluno não irá gostar e provavelmente terá uma gama de dificuldades por conta do rico vocabulário que há no livro, logo, o ato de ler é um processo que gradualmente vai aumentando.   
     Portanto, acredito que a prática de uma leitura descompromissada vem muito antes, vem desde da sua entrada em uma sala de aula, quando a criança toca e sente curiosidade em ler, impor a ela livros que ela deva ler quando ela não tem nenhuma prática de leitura é já estabelecer uma primeira impressão do livro algo não muito agradável e chato, e para que isso não ocorra, o professor precisa conhecer cada um dos seus alunos e assim, elaborar estratégias  com intuito de estimular uma prática de leitura descompromissada.       

2 de mar de 2014

Apenas um carnaval




Cotidianos intermináveis eram sua vida
Não havia previsão em acabar com esse tempo infernal
Com a espera do carnaval
Miguel já vislumbrava a alegria em sua avenida


O carnaval chegou! É hora de comemorar
Com a rua cheia de alegria, som a tocar
O tempo parece ser mais um avião a passar
Miguel não quer saber, só quer festejar


Cansaço misturado com possíveis saudades
Miguel não quer voltar pra sua microsfera
Com ressaca, mulher e filhos à sua espera
Miguel aproveita suas últimas liberdades


Com o fim do carnaval e a espera do julgamento
Miguel aguarda com paciência
Com boas lembranças e peso na consciência
Há de se temer com possível  fim do seu  casamento

1 de mar de 2014

Questões sobre o destino

      Destino, um assunto que poucos acreditam na sua possível existência, ou muitos não compreendem muito bem a lógica que aguarda o seu futuro. Cada um tem a liberdade de optar em crer no seu possível destino ou simplesmente achar que os acontecimentos que surgem em sua vida são apenas eventos aleatórios ou simplesmente um futuro projetado e construído por você.

      Acreditar em destino implica não somente o presente, mas também as futuras consequências que possam ocorrer, o principal entre elas é o comodismo, que além de ser um excesso de confiança ao destino, é se esquecer que você é o principal ser que o destino depende para acontecer, ou seja, o comodismo é a ausência de ações e reações provocadas pela falta de confiança em suas capacidades e competências, tornando, desse modo, um ser a espera de algum milagre.



      Os benefícios em se acreditar no destino também existem, pois durante a nossa jornada aqui na terra, possíveis caminhos podem nos levar à determinados destinos, logo, graças ao nosso livre arbítrio somos detentores dos possíveis destinos que queremos alcançar, no entanto, a partir do momento que você escolhe, você será responsável pelas futuras consequências que podem surgir durante seu trajeto, logo, tudo vai depender das nossas escolhas.
      E para finalizar, sempre é bom acreditar que o destino estará sempre do seu lado, pois ninguém no mundo nasce com objetivo de sofrer e ser castigado por culpa dos outros, se você está sofrendo é porque você escolheu caminhos errados e logo se deve mudar caso você queira ser feliz. Portanto, sempre faça as escolhas em busca de uma melhor felicidade. 

25 de fev de 2014

Entre confianças e desconfianças




       Hoje em dia, o mundo cada vez grita aos indivíduos que a perfeição não existe e  cada um deve saber viver nesse  mundo cruel.  Para confirmar tal fato é só ligar em algum canal de notícia de televisão que você poderá ver as constantes tragédias que ocorrem todos os dias. Achar que viver coletivamente ajuda na segurança, ou seja confiar em qualquer um e achar que o próximo sempre estará disponível em te ajudar, acredito que não seja uma solução viável, pois acho que o aperfeiçoamento na individualização seria uma melhor medida, no entanto, a tendência é cada vez mais diminuir o desuso a ponto de chegar a ser ridículo, vejo que possíveis consequências ruins podem acontecer, já que só quem sabe se virar sozinho é o que menos se decepciona com o mundo.





       Fazendo conexão com a minha opinião, vi em uma notícia que um site infantil da NSA está ensinando os benefícios da espionagem (veja a notícia). Encaro essa notícia como algo bom e útil e, principalmente, bem intencionada, pois o que mais  tem nesse mundo são pessoas que querem o nosso mal ou que desejam tirar proveito às nossas custas, nem toda pessoa está com a intenção de colaborar coletivamente ao bem comum, por isso que a busca em aprender a se proteger deve ser encarado pela sociedade como algo necessário e útil.
        Portanto, defendo que devemos buscar na educação ensinamentos que sirvam para os futuros cidadãos uma vivência digna e segura em seu meio social, a ponto de cada um ter competência o suficiente em se virar sozinho.

23 de fev de 2014

Se veja, se analise...


      A nossa sociedade está repleto de pessoas que gostam mais de analisar os defeitos dos outros do que a si mesmo, tornando o seu eu como algo que não necessita de uma autoanálise e assim, acreditar que está em constante perfeição, ou até mesmo talvez o seu eu não tenha mais importância, tornando um ser esquecido de si mesmo.
      As consequências disso são várias, e entre elas pode-se dizer como ,por exemplo, cair no esquecimento de que você é uma pessoa que tem defeitos  que provavelmente precisam ser repensados, pois para manter boas relações com outros e  consigo mesmo é imprescindível se autoanalisar com intuito  de se chegar a ser uma melhor pessoa possível, já que a sociedade exige isso de cada um.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Sample text

Sample Text

Sample Text

Para contato profissional sobre parcerias, favor enviar e-mail com o assunto BLOG para:
jessy_hehe@hotmail.com
Envie sua proposta ou solicite o media kit.
 
Blogger Templates