Social Icons

26 de jan de 2013

A necessidade





      Comprar algo em pleno século vinte e um significa, quase sempre, procurar algo que satisfaça os desejos oriundos do inconsciente e para servir no preenchimento do vazio do ser. Se para a minoria, ir à compras é sinônimo de ter algo para sua sobrevivência e lazer, mas para outros, é questão de necessidade de ter algo, que poderia ser desde uma caneca super decorada que não vai ser utilizada, até um par de sapatos para completar uma coleção intocável.
     É extremamente complicado definir o que é necessário, pois cada pessoa é um ser singular, logo, é ela que cria suas necessidades, que em maior partes são advindos por diversos agentes influenciadores na criação de uma ilusão que para viver necessitaria  daquilo. E a situação ainda piora quando a pessoa não tem condição de arcar com a sua falsa necessidade, tornando uma pessoa deprimida e indignada com sua vida.
     Portanto, é preciso que sejamos espertos em saber o que é realmente necessário para nossa vida, não estou afirmando que seja apenas comer, beber e respirar, também é preciso viver intensamente de forma que não prejudicial para nós mesmo futuramente.

24 de jan de 2013

Delicatessen




      Em uma sociedade com grande crise, o dinheiro desaparece e a comida o substitui, onde para sobreviver, é necessário produzir algum tipo de alimento para poder viver, que poderia ser desde grãos de milho até a carne humana, que é onde esse filme Delicatessen demostra. Um açougueiro  que mora numa cidade que para sobreviver ele mata pessoas para  vender aos seus clientes. E o mais impressionante disso  são as pessoas que compram sabem que tipo de carne estão consumindo. Ou seja, o ser humano tem a necessidade de comer e viver cuja sociedade não permite essa tal proeza por causa da escassez de comida, podendo levar alguns indivíduos a passar do limite imposto socialmente e chegar a ser um canibal. Isto é, o que o ser humano é capaz de fazer com o próximo para manter sua vida é algo que pode ser assustador e impensável. Mas, de quem seria a culpa? Da sociedade que o forçou a fazer tais atos ou do próprio homem, que nasceu mau e teve uma péssima educação? Ou, simplesmente a culpa não existe?

12 de jan de 2013

Assistir ou não assistir? Eis a questão

      Se existe algo que é complicado quando se entra na discussão é a questão da liberdade que o ser humano tem em escolher o que deseja para si. E aqui irei tratar mais especificamente sobre TV, e mais ainda especificamente sobre um programa, o incansável BBB.



      Eu sinceramente já assisti um episódio há muitos anos e sinceramente odiei. Na incessante busca de encontrar interesse em tal programa, meu stress apenas aumentava, e o pior de tudo, não conseguia encontrar nenhuma sensação positiva assistindo, e terminado o programa, pensei, será que existe alguém que pelo menos goste de assistir aquilo? E infelizmente existe, e ainda me indago novamente, COMO? Como que isso é possível? E felizmente encontrei algumas hipóteses que podem justificar o porquê existem pessoas que gostam tanto, e ficam tão contentes quando é anunciado o "novo BBB". Eis algumas hipóteses.
  •      Os maiores fãs devem ser os homens, por que? Simples, os homens adoram ver aquelas mulheres com aquele lindo corpo malhado e roupa mega curta, eles devem gostar de imaginar tais mulheres andando de camisola em sua casa em uma linda manhã.
  • Se uma mulher gosta de assistir, provavelmente ela deve ter apenas dois motivos. Primeiro porque ela deve gostar muito de ver homens hiper sarados nadando na piscina ou dando aquela paquera na moça do programa, que por sua alta imaginação, ela pensa ser a moça. Segundo, ela deve gostar muito de ser preocupar com a vida dos outros.
  • E finalmente, a última hipótese é que a pessoa é tão viciada na Globo que assiste qualquer coisa que ele passa, como por exemplo o BBB.
     Enfim povo, eu admito que fui preconceituosa em generalizar, mas eu confesso que não encontrei outras hipóteses melhores e positivas para essas pessoas, pois o programa não educa de nada positivo na pessoa, não há críticas, não existe comédia, não tem história, e principalmente, não é um programa que ajuda o brasileiro a ter uma visão do mundo mais reflexivo. Pois ele apenas cicatriza ainda mais os diversos estereótipos permeada na sociedade, e o pior ainda, a mensagem oculta que é transmitida ao público, acho que nem preciso citar tais mensagens.
      Portanto, seres humanos, vocês têm a preciosa liberdade de escolher coisas para sua vida, mas não escolhe coisas que não irão te levar a progresso nenhum, aproveitem essa liberdade para se tornar um futuro humano saudável e reflexivo.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Sample text

Sample Text

Sample Text

Para contato profissional sobre parcerias, favor enviar e-mail com o assunto BLOG para:
jessy_hehe@hotmail.com
Envie sua proposta ou solicite o media kit.
 
Blogger Templates