Social Icons

11 de jul de 2012

Apenas uma numeração imaginária


      Todo nosso cotidiano é dividido por datas e subdividido por horas, ao meu ver isso é estranho, pois nossas vidas são passadas a cada segundo, minuto, etc..Assim, cada ano é em direção na ordem crescente, porém, ele aparenta ser um ciclo, onde tudo que passou no ano passado, irá se passar no ano que vêm.Constituindo se de comemorações e sua data de aniversário, que nada mais é que uma festa em que os humanos festejam para o seu envelhecimento biológico, onde engloba tanto bolo quanto refrigerante (sim, eles gostam de carboidratos). Por conseguinte, eles também festejam comemorações, como por exemplo o ano novo, cuja concepção que eles tem disso é que será uma vida nova, tudo novo, novos relacionamentos, oportunidades e erros. Enquanto que  as experiências passadas que foram fracassadas e deram erradas por algum motivo, eles preferem jogar fora por meio do esquecimento proposital da mente (como se isso fosse possível).
       Assim, o calendário é quase que uma previsão do futuro, pois você pode saber o dia que a sua amiga faz aniversário e já pensar no presente que irá dar para ela. Ou até mesmo você pode fazer seus compromissos  em cada horário, tornando desse modo um escravo do tempo ( quem não é?), na hora seguinte, você saberá o que fazer.
      Portanto, o calendário é uma utilidade pública necessária para essa bagunçada sociedade, pois sem ela a organização não existiria(será?). Apesar dele ser criado por algum sujeito muito organizado, nós não saberíamos o que fazer sem essa tal organização do tempo.

3 de jul de 2012

Tarzan, o mito sobre os humanos



   Tarzan é um personagem central do desenho, a qual é um  homem criado desde criança por grandes macacos da África. Filho de um casal de nobres ingleses mortos após o naufrágio do navio em que viajavam pela costa africana. Seu nome era John Greystoke. Os macacos que o criaram, porém, o chamavam de Tarzan.
    Tarzan, um homem de origem inglesa, era um homem bom, diferentemente dos outros animais. Aprendeu a ler sozinho, e demonstrava sentimentos nobres  e humanos e defendia valores semelhantes aos da sociedade de homens, apesar dele ser criado em uma selva cheio de animais, que por incrível que pareça, o Tarzan era um homem civilizado, que por mais que a natureza o force a libertar seus instintos de sobrevivência, ele era incapaz de atos de violência.
    Trata-se portanto de uma idealização de um homem que é bom por natureza. No entanto, essa construção ideológica nunca poderia ser possível, pois os indivíduos da espécie humana somente se tornam verdadeiramente humanos por intermédio da convivência e da interação em  um meio social, ou seja, com seres de sua espécie. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Sample text

Sample Text

Sample Text

Para contato profissional sobre parcerias, favor enviar e-mail com o assunto BLOG para:
jessy_hehe@hotmail.com
Envie sua proposta ou solicite o media kit.
 
Blogger Templates